domingo, 27 de fevereiro de 2011

MONTREAL X VANCOUVER

 Oi gente !!! Semana corrida, cheia de projetos e sonhos sendo construídos.... aqui em Foz faz muito calor, e toda vez que sentimos aquele bafo insuportável, pensamos em ir embora logo.... a gente ama o frio !! Se bem que não faço a mínima idéia do que seja um frio de   -26 graus.... aqui já é estupidamente frio e o termômetro nem chegou na marca do 0 grau .... 

Mas a dúvida que surgiu no decorrer da semana foi a seguinte: será que o processo via Quebec é o caminho que devemos tomar??
Pela seguinte razão, não me lembro se já comentei aqui antes, mas eu sou formada em farmácia tem 10 anos já, e tenho uma boa bagagem nos vários ramos que a farmácia permite, o problema é que a profissão é regulamentada no Canadá e sei que tem uma série de processos que terei que cumprir para ser uma farmacêutica  lá! 
Mas  a dúvida é se eu posso aplicar mesmo antes de dar entrada nos processos de regulamentação ou se só posso aplicar depois ... :S .... eu já procurei em vários blogs e sites, mas não me esclareci direito ainda......sei que a minha profissão não saiu da lista de 2010, mas não sei até que ponto seria bom fazer o processo direto para British Columbia ou se seria mais fácil via Quebec.... rsrs  Entenderam a dúvida?? Não sei se me fiz clara ..... 

Se alguém souber de algo posta ai pra me orientar.... porque se der na mesma , a gente prefere ir pra BC ....Meu esposo é gerente de redes de informática, a profissão dele não é regulamentada, mas ele não alcança pontuação para aplicar como principal por conta do nível de inglês .... 


Bom pessoal, acho ninguém melhor do que alguém que está vivendo no Canadá pra nos ajudar.....

Espero uma luz ansiosamente ....

Bjus

Boa semana a todos!!!




"Tudo posso naquele que me fortalece" Fil 4:13

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Informações para os amigos farmacêuticos



Oi gente..... vou postar aqui algumas informações sobre o processo de regulamentação da profissão de farmacêutico no Canadá. Todas elas estão disponíveis no site :


Programa Canadian Pharmacy Practice
Mudança para outro país é um desafio, especialmente quando você está tentando se qualificar para exercer a profissão um profissional. A faculdade tem parceria com a Universidade de British Columbia para fornecer Canadian Pharmacy Practice Programa (CP3) projetado para ajudar os farmacêuticos formados noutros países ajustar à farmácia prática em BC.

A Canadian Pharmacy Practice programa centra-se sobre a terapêutica, habilidades de comunicação e cursos de farmácia prática relevantes para graduados internacionais que já têm um grau de farmácia. O programa usa uma combinação de sala de aula,antes da avaliação da aprendizagem, orientação e experiência em farmácia para ajudar os farmacêuticos educados fora da América do Norte cumprir normas de boas práticas e requisitos de registro brasileiro.


Veja o que você precisa fazer para tornar-se registado a prática farmacêutica em BC.
 Etapa 1  Registre-se no exame Farmácia Board do Canadá:



717 Church Street
Toronto, Ontario, Canada   M4W 2M4
Telephone 416.979.2431
Fax 416.599.9244
Website: www.pebc.ca


 Etapa 2  Pré-registrar como um candidato no Colégio de Farmacêuticos da British Columbia.



Preencha e envie o formulário "Pedido de Pré-Inscrição -Internacional


Farmácia de Pós-Graduação (IPG) ". Por favor, aguarde 20 diasde negócios para Colégio para processar seu pedido.




 Etapa 3 Completar o exame de jurisprudência

            1- Jurisprudence Examination information


            2- Jurisprudence Examination application form



 Etapa 4  Completar os exames que comprovem proficiência de idioma




 Etapa 5  Completar o treinamento prático estruturado (SPT)






 Etapa 6  Completar o  Pharmacy Examining Board of Canada  Qualifying Exam – Part I and Part II.*




 Etapa 7  Completar e submeter o “Application for Full Pharmacist  Registration”. 



E depois disso tudo é só correr pra galeraaaa...... rsrsrsrs.....
Mas vale a pena gente, é futuro certo e garantido !!!

até mais......


sábado, 12 de fevereiro de 2011

Requisitos para imigração Quebec














Até 35 anos de idade

Se o candidato tem até 35 anos, receberá a pontuação máxima para este pré-requisito. A partir dos 36 anos perde-se 1 ponto para cada ano além da idade "máxima" exigida.



Formação (Escolaridade)

Ter concluído qualquer curso superior


Obs.: Os cursos técnicos (2o. grau) também são aceitos, porém há a necessidade de ter uma boa experiência de trabalho na área, além de um nível mais elevado de conhecimeto da língua francesa;

Os cursos nas áreas de tecnologia podem ser considerados como curso superior, vai depender da respectiva carga horária (geralmente 3 anos);

Curso não concluído não tem valor nenhum, não adianta enviar declarações informando cursos não concluídos;
As pós-graduações podem ser consideradas, dependendo da carga horária.

Experiência profissional
É necessário comprovar no mínimo 6 meses de experiência profissional

Obs.: Não é necessário ter experiência na área de formação;

Estágios são considerados como experiência;

Tudo deve ser devidamente comprovado por meio de declarações e/ou carteira de trabalho;
Para obter a pontuação máxima para este pré-requisito é necessário ter trabalhado em tempo integral por pelo menos 4 anos.

Idioma (Francês)
É necessário ter conhecimento intemediário da língua francesa (o idioma oficial do Québec) ou o suficiente para passar por uma entrevista.

Obs.: É obrigatório o envio de uma declaração informando o número de horas estudadas (é aconselhável ter estudado no mínimo 150 horas);

Há um convênio do governo do Québec com algumas instituições de ensino da língua francesa no Brasil, como a Aliança Francesa. Caso você opte por estudar em uma das escolas credenciadas poderá solicitar o reembolso de despesas com o aprendizado quando chegar ao Québec como residente permanente (o teto é CAD$ 1.500);

Existem testes oficiais de proficiência na língua francesa que podem liberar o candidato da entrevista, dependendo dos resultados. Estes testes costumam ser mais difíceis que a própria entrevista;

Bons conhecimentos ou fluência na língua inglesa é de extrema importância, principalmente para quem pretende viver em Montréal. Se o candidato fala inglês, ganha pontos extras no processo;

O francês que o candidato aprende nas escolas de idiomas geralmente é o francês internacional (o de Paris). Quando chegar ao Québec terá a impressão de não saber nada, pois o francês québecois é bem diferente.

Capacidade de Automia Financeira-

O candidato deverá chegar ao Québec com no mínimo $ 2,748 (dólar canadense) para "sobreviver" durante os 3 primeiros meses.

Quando o assunto é dinheiro, quanto mais o candidato trouxer menos vai se estressar durante os primeiros meses, além de não ser obrigado a aceitar qualquer tipo de emprego logo no início.





Informações retiradas do blog da Dani....  http://diariocanadabrasil.blogspot.com/

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

O ínicio ....



Olá Pessoal!!

Foi assim que tudo começou ....
Em maio de 2008, uma grande amiga minha chegou e me contou que estava de mudanças para o Canadá !! Eu entrei numa fusão de choque, com susto, com surpresa e tudo mais .... a princípio achei uma loucura, porque ela não sabia inglês e tinha uma profissão que precisava ser regulamentada lá... ou seja.... ela estava doidaaaa!!!! Fiquei admirada com a coragem dela. Chegando em casa, contei pro meu marido!! E a reação dele não foi muito diferente da minha .... hehehe.... depois de alguns dias perguntando e bisbilhotando a vida dela, desenvolvemos um leve, sim eu disse leeeeve, interesse pela idéia. Até chegamos pesquisar algumas coisas e visitar alguns sites, mas com o passar do tempo fomos esquecendo disso. E sempre acompanhando a trajetória dessa amiga por lá, vendo suas lutas, a saudade, a dor... a vontade de desistir por várias vezes ....eu concluí que não ia me adaptar com isso tão cedo.... e oque já não era muito empolgante, ficou para trás.

Dois anos se passaram, as dificuldades aqui no Brasil são grandes, hoje já nem tanto como no passado, mas ainda existem..... a mesmice da profissão, a vontade de crescer de ter mais oportunidades e principalmente de educar nosso filho em uma sociedade justa e sem violência, tudo isso reacendeu em nós a coisa canadense!! Voltamos a pesquisar, perguntar, consultar blogs etc e talz..... e diante de tantas possibilidades existentes por lá, a coisa se tornou um sonho.... pela qual lutaremos daqui pra frente!!

Criei esse blog para compartilhar experiências e para quem sabe daqui uns 2 ou 3 anos rever tudo que passamos, mas já no solo canadense !!!